Os destinos da bola

O futebol não é o meu forte, apesar de gostar de entrar na quatro linhas virtuais através do PES. É um simulador, uma espécie de univero ideal para quem gosta de competir sem ter de correr atrás da bola.

As vantagens de passear os dedos pelo comando da Xbox dá-me uma vantagem útil sempre que entro num Taxi: sei o nome dos jogadores da selecção e de mais um outro das grandes equipas europeias. “Isto está uma porcaria, acho que não passamos”, diz o motorista em tom desencantado ao mesmo tempo que exibe o sarcasmo no canto dos lábios. Da selecção à estação de comboio foi um pulo. O último troço rumo à Impala,perto de Sintra, foi providencial.

– já estou a reconhecer este sítio, diz o motorista

– Sim, deve ter apanhado um serviço para Impala, respondo

– Não, pá! Já dei aqui uma grande foda com uma gaja que conheci na máquina de café da estação de comboio de Sete-Rios.

-…

Anúncios

2 Respostas to “Os destinos da bola”

  1. Pecansis Says:

    WTF?

    Vou deixar de andar de táxi.

  2. Catarina Says:

    Lindo, Lindo, mil vezes lindo!!

    Ainda estou a morrer a rir….!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: